São muitas as ramificações da Black Music. Mas a origem está no menos esperado estilo Gospel, cantado por afro-descendentes que impunham ritmo e força aos versos. Músicas religiosas interpretadas por corais norte-americanos começaram a ser tocadas nas rádios. Não demorou para que vozes de sopranos e contraltos encantassem os bons ouvidos e despertasse grandes artistas.

Estava lançado o Soul, ponto de partida para os vários outros caminhos traçados pelos cantores e exímios instrumentistas. Dos tradicionais jazz e blues ao reggae, hip hop, rap e funk, a Black Music marca gerações.

Hoje, pelo menos quatro segmentos da BM são vistos como os mais tradicionais. O Funk Soul, muito bem representado pelo estilo James Brown de ser, é um deles. Psicodélico e dançante, James Brown inovou com uma levada mais rápida, derivada do Soul. Fez mágica com a guitarra e tornou-se o grande destaque do gênero. Natural da Carolina do Sul, lançou a BM às alturas.

Era a década de 70 e em meio a tantos sucessos britânicos invadindo o mercado fonográfico, o EUA conhecia a raiz da música norte-americana.

Na década seguinte, a moda era a dança coreografada a la Jackson Five. Mais tarde, o irmão Michael viria a destacar-se na carreira solo. O estilo Charm, no entanto, era mais romântico: dança a dois que, misturada com o rap dos anos 90, lançou o R&B (Rhythm and blues). O atual, com mais suingue e sensualidade, incorporou muitos elementos do rap. O resultado é uma chuva de artistas que destoam bastante das origens da Black Music, mas que lançam uma nova forma de “cantar” a cultura negra. O estilo transporta a riqueza musical do subúrbio para a realidade mais distante.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s