Origem

O coro é o agente musical mais antigo. Há registros de que já era praticado no Egito e na Mesopotâmia em épocas remotas, sempre com conotação religiosa. Na Grécia antiga também há registros, mas não era ligado à religião e sim a festas populares. O canto coral com seu formato atual – com quatro vozes – foi estabelecido ainda no século XIII, na Escola Parisiense de Notre-Dame.

A música sacra teve como pilar o canto gregoriano – canto com uma melodia constante e um conjunto de vozes que acompanhava, com o Papa Gregório I, que foi utilizada em conjunto com a liturgia católica. Lutero, que era músico, após lançar as 95 teses da Reforma Protestante introduziu o canto coral nos cultos, propagando melodias populares e o canto gregoriano adaptado ao idioma alemão.

Com o passar do tempo, a prática coral começou a se afastar da religião, tanto católica quanto protestante, se aproximando mais do profano. Surgiram então as primeiras escolas de canto, desligadas do Clero. Assim como nas outras expressões de arte, como a pintura e a escultura, existiam também as pessoas que patrocinavam esses artistas. Além das igrejas, os famosos mecenas, contribuíam para que os grupos corais mantivessem suas atividades.

O auge dos coros foi na era Barroca, cujo principal nome fora o alemão Johann Sebastian Bach, que fazia algumas cantatas e paixões para os cultos luteranos. Apesar da influência de Bach, o canto coral se afastou de vez do seu caráter secular (ligado à Igreja) e passou a ser cada vez mais profano. As escolas de canto se multiplicavam pela Europa e o canto coral passa a ser matéria obrigatória em algumas escolas no Velho Continente a partir do século XIX.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s