Pulsação

Todo balanço e essência do reggae abriu a Calourada de Integração do DCE. A banda Seiva (ver matéria aqui) subiu ao palco mais madura, com mais experimentações vindas do estúdio em que gravam o primeiro CD. Além disso, o show serve de preparação para o Festival de Reggae em Ibitipoca, dia 21 de março.

Para quem curte a filosofia do ritmo, a apresentação foi inspiradora. Para quem acompanhou o show, não faltou fôlego pra dança. Arthur (guitarra, voz, escaleta), Lucas (baixo), Tiago (bateria e vocais) e Daniel (guitarra, voz e percussão) permaneceram mais que o esperado no palco e ainda arriscaram um cântico africano. Daniel e Tiago conversaram com o Estúdio ao Vivo e explicaram: “na verdade, o Rastafari não é uma religião, é um movimento cultural com alguns princípios que a gente tenta seguir. A gente tenta não trabalhar com dogmas, com coisas pré-determinadas. A gente tenta buscar as respostas dentro da gente, dentro da comunhão da gente com Deus”. Confira:

Tom Hertz: Mudou alguma coisa na composição do Seiva desde que a banda ganhou o Festival de Bandas Nico Lopes em 2006?
Daniel · Na verdade, já mudou várias vezes e vem sempre evoluindo um pouco. A gente sente necessidade de colocar alguns elementos do que a gente escuta e coisas novas que vão surgindo dentro do que a gente já tem construído. Desde o começo a gente busca identidade. Não ficar tocando só por tocar. É difícil juntar influência de todo mundo. A gente tem trabalhado muito um pouco de metais, um pouco de vocais, que são as influências do reggae. Estamos assim, aprendendo, no começo ainda da jornada.

Tom Hertz: A banda tem sido convidada pra outros shows?
Daniel · A gente passou 2007 todo parado. Então nesse ano a gente ficou trabalhando durante bastante nessas férias, pois vai ser nosso primeiro CD que vai ser lançado daqui a um mês, dois meses. E a gente trabalhou bastante as musicas do CD, e o show também. Porque a gente tinha muito contato por estar trocando idéias sempre com a galera de fora, aqui em Minas mesmo, Rio de Janeiro, Brasília, São Paulo.

TH: Como está a realidade do reggae na região?
D ·Aqui em Viçosa, como em alguns outros lugares de Minas, as pessoas gostam muito mesmo de Reggae, mas sempre faltam bandas que trabalhem a essência do Reggae, que busquem beber na fonte Rasta. Isso ajuda um pouco a gente. Só que eu vejo que a galera quer mais, está sentindo falta de outras bandas. A gente sabe que tem um público em potencial. A gente está sentindo falta mesmo de mais bandas pra expandir o movimento.


TH: Expliquem o momento do show em que vocês formaram um trio de percussão
Tiago · Aquele ritmo, chamado Nayambing, é originado da África. Na verdade, ele representa uma organização secreta da Igreja Ortodoxa da Etiópia, da parte da raiz de Davi, de Salomão. É um ritmo muito antigo e uma das raízes do reggae. Quando o movimento Rastafari, na Jamaica, encontrou o Nayambing, eles formaram uma união muito forte. Pro Reggae, o Nayambing é muito importante, ele representa as batidas do coração. A gente sabe que o coração é o primeiro som que a criança começa a sentir, ainda na barriga da mãe. É uma homenagem mesmo que a gente faz da origem da batida do Reggae. Uma forma de estar unindo todos os corações. A palavra Rasta, acima de tudo, vem pra derrubar as barreiras que existem, tanto mentais quanto físicas. Seja entre paises, cidades ou nações. O Reagge vem muito pra quebrar isso aí e colocar todo mundo como uma só família.

TH: E vocês pretendem participar de outros festivais?
D · Se rolar de tocar em um festival que a gente ache importante, não pelo dinheiro, mas para valorizar a cultura mesmo. Acho que esse ano tem tudo pra ser legal, tudo pra ser de construção do movimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s