Primórdios_DJ’s

O que o jazz e a música eletrônica têm em comum?

A resposta é simples e surpreendente: os DJ’s! Para explicar essa afirmação, precisamos voltar um pouco no tempo.

Disc Jokeys, ou DJ’s é o nome dado a quem seleciona e reproduz músicas pré-gravadas para o público. O termo foi criado por Walter Winchell na década de 30, usando os termos Disc e Jokey (operador de máquinas), se dirigindo a Marc Block que trocava os discos e comandava as músicas se alternavam na rádio, fingindo estar com as bandas ao vivo.

A primeira festa com um DJ aconteceu em 1943, reproduzindo músicas de Jazz e a Whiskey a Go-Go Nightclub em Paris é considerada a primeira discoteca. Já na década de 50 os DJ’s das rádios americanas tocavam discos de 45 rpm, e falavam durante o intervalo entre músicas. Nessa época houve grande sucesso das dance clubs nos EUA, algo semelhante às boates de hoje em dia.

Uma nova tecnologia veio para ajudar os disc jokeys, os aparelhos de som, recentemente inventados no subúrbio de Kingston, na Jamaica. Com isso, efeitos de transição entre músicas puderam ser criados. Apesar das evoluções, as casas de dança – principalmente nos EUA e Inglaterra – entraram em declínio e deram lugar aos pubs, onde bandas faziam performances ao vivo.

No início da década de 70, dois jovens alemães resolveram usar elementos até então só utilizados em bandas de rock e se apresentaram com sintetizadores e outros instrumentos eletrônicos. Florian Schneider, Ralf Hütter e sua nada convencional banda, Kraftwerk, se tornariam mais tarde os precursores da música eletrônica moderna e influenciariam uma nova geração de DJ’s que viriam a seguir. Usaram ainda de uma temática robótica para criticar a alienação do mundo em relação a tecnologia.

O trabalho dos DJ’s e das músicas pré-gravadas se tornariam um grande instrumento para o surgimento de novos estilos musicais, como o Techno (e várias outras vertentes da e-music) que surgiu ainda na década de 70 no cenário musical de Detroit, EUA, o Hip Hop (que muitas vezes foi incorporado ao rock, inclusive à músicas de bandas como Aerosmith e Faith No More) e o Rap.

Na década de 80 aconteceram as primeiras raves, grandes festas em alusão ao movimento hippie, onde as pessoas se reuniam ao redor da música para que houvesse a elevação da consciência e para o uso de drogas como o LSD – no caso das raves, no princípio, o êxtase. Hoje esses ecnontros se popularizaram e perderam um pouco dessa ideologia inicial.

Os DJ’s ajudaram na evolução de equipamentos e de novos estilos musicais. Além disso, hoje em dia, têm grande participação na vendagem de discos para a indústria fonográfica. Mas isso é história para um próximo capítulo.

Um comentário sobre “Primórdios_DJ’s

  1. Grande Osw!
    Boa introdução ao assunto.
    Ainda hoje, tem entrevista com Ana Gori, com direito a música pra download. Não percam!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s