SObre o sOm_poesia


Um pouco mais de conversa sobre o King

Antes de escolher Sobre o Som de quem o Estúdio iria escrever na semana do Rock, a restrita lista de candidatos trouxe a mim 3 nomes: a vovozona ruiva de óculos de Lenon, rainha venenosa do Rock, Rita Lee. Os Besouros de Liverpool, o quarteto do iê iê iê, The Beatles. E o produto da rebeldia adolescente americana, o ícone do topete com brilhantina que começou com o gospel, Elvis Presley. Na dúvida, uma rápida enquete com leigos e conhecedores do ritmo metamorfo herdado de Chucky Berry apontou o Rei do Rock como merecedor da poesia.


Há 40 anos, Elvis, já consagrado como um astro da música e também do cinema hollywoodiano, estrelava Live a Little, Love a Little como o fotógrafo Greg Nolan. O musical revela um script no mais conhecido clichê sexo, drogas e Rock and Roll. No repertório do filme, destaque para A Little Less Conversation [ver trecho] que em 70 completou o álbum Almost in Love. A música está na trilha sonora de Onze Homens e Um Segredo [2001] com um remake na voz original de Elvis.

A little less conversation, a little more action please
All this aggravation ain’t satisfactioning me
A little more bite and a little less bark
A little less fight and a little more spark
Close your mouth and open up your heart and baby satisfy me

Satisfy me baby

Baby close your eyes and listen to the music
Drifting through a summer breeze
It’s a groovy night and I can show you how to use it
Come along with me and put your mind at ease

A little less conversation, a little more action please
[…]

Come on baby I’m tired of talking
Grab your coat and let’s start walking
Come on, come on
Come on, come on
Come on, come on
Don’t procrastinate, don’t articulate
Girl it’s getting late, gettin’ upset waitin’ around

A little less conversation, a little more action please
[…]

A canção composta por Mac Davis foi remixada em 2002 pelo DJ JXL [Junkie XL] e ganha uma nova versão em poesia no Sobre o Som:

Mais um pouco de conversa
Nos evitaria desalentos.
Mais carinho, menos pressa.
Ora elogio ora lamento
e a catarse do tormento
nos haverá de contentar.

Menos palpite, mais apetite
Mais diálogo a convite
Me olha os meus
Sem que desconfie.
Não evite o que a encara
E feito navalha
Fere a dor que a aflige
E a si ampara
[assim apara]
E me pega contra si
Sem limite.

Nem abra os olhos
E mantenha-se perto
Bem aí no canto
Onde sigo
Trancado contra seu peito,
Sem casaco
E nem brisa que tempere.

Satisfaz-se até o todo
Sentimento e instinto
Segura a mão
Que a acaricio
E sussura:
Vamos comigo!

Anúncios

3 comentários sobre “SObre o sOm_poesia

  1. Interesante la reseña histórica que en breves palabras nos dá referencia de la carrera de Elvis, la película y la canción que da pauta a la poesia.
    De la poesia: leí en alguna ocación que los poemas no pueden traducirse a otro idioma por que pierden parte de su escencia, pero al leerlo imagino la situación el momento lo cual irremediablemente me remite al sentimiento o sea la escencia.
    Saludos
    José Luis desde la Ciudad de México.

  2. Hola amigo Luis… Cómo estás? Espero leer más de tus comentarios en el Estúdio. Mucho gusto recibir tu visita.
    Abrazos amigo.

  3. êeeee!!! O Poeta voltou!!! Voltou com tudooo…linda poesia!!! Sua fã, agradece!!! rss

    Bjussssss Poeta!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s