A Morte de um gênio

Michael-Jackson-p04 copy

“Michael Jackson está morto”. Assim Willian Bonner, âncora do Jornal Nacional, o telejornal brasileiro de maior prestígio, anunciou para todo o país o fim de um reino. Horas atrás, incrédula, a equipe do Estúdio ao Vivo recebeu a notícia. Infelizmente não era nenhuma brincadeira, como pensamos que fosse. O “Rei do Pop” faleceu hoje, por volta de cinco horas da tarde, em Los Angeles, EUA.

Michael começou sua carreira ainda garoto. Pertencente a uma família de músicos, foi integrante dos Jacksons 5 (posteriormente The Jacksons), abusado pelo pai – que o espancava e aterrorizava psicologicamente -, mas bem sucedido, apesar de tudo. Com os irmãos, emplacou hits como The Love You Save e I Want You Back.

Michael e Quincy Jones

MJ e Quincy Jones

Lançou-se à carreira solo gradativamente e, ainda adolescente, conseguiu alcançar o sucesso com os discos Ben e Forever Michael, até que veio a parceria com Quincy Jones em Off The Wall. O cantor começou a atingir a maturidade e, como conseqüência do seu primeiro disco em idade adulta, veio o primeiro dos 25 Grammy que receberia ao longo da vida.

Em 1980, gravou seu último disco com os irmãos e passou a dedicar-se integralmente ao seu trabalho solo. Quase três anos depois, porém, viria a sua consagração. A dança frenética e o “moonwalk” renderam a Michael mais que as 110 milhões de cópias vendidas de Thriller, mas também o título de “Rei do Pop”.

“Na noite de 16 de maio de 1983, 3 mil celebridades norte-americanas lotaram um teatro em Los Angeles para assistir a uma apresentação comemorativa dos 25 anos da gravadora Motown. (…) Ele começou a cantar “Billie Jean”, sucesso do álbum que havia lançado seis meses antes. De repente, Jackson parou de cantar, andou até o canto esquerdo do palco e voltou, deslizando de costas. A cena, que ficou gravada para a posteridade, é impressionante: são 3 mil queixos caídos. Naquela noite, mais do que mostrar pela primeira vez o passo que batizou como moonwalk (algo como “andando na Lua”), Michael Jackson foi dormir consagrado como nada menos que o Rei do Pop. (…)Hoje é seguro dizer: 16 de maio de 1983 foi a primeira noite do resto da vida de Michael Jackson.” (Superinteressante – março/2004)

Em uma vida que lhe trazia sucesso proporcional às polêmicas em que se envolvia – incluindo-se aí uma acusação de abuso sexual – Michael sofreu com uma doença na pele, chamada vitiligo, que fez com que o artista, ícone da música negra ficasse com a pele… branca.

Clipe de Thriller

Clipe de Thriller

Além da revolução musical, ele ainda mudaria para sempre o conceito de videoclipes. Michael abriu as portas para a música negra na MTV e alavancou a audiência e popularidade da emissora, que cresceu lado a lado com a carreira do cantor. ‘Beat It’, ‘Thriller’ e ‘Billy Jean’ foram os carros-chefe nesse novo conceito de divulgação de singles, que, em vez dos vídeos ao vivo de outrora, passara a utilizar o formato cinematográfico, onde as imagens contavam uma pequena história durante a execução da música.

O videoclipe trouxe MJ ao Brasil, em 1996, quando gravou as cenas para They Don’t Care About Us no Pelourinho, em Salvador, e no Morro Dona Marta, no Rio de Janeiro. Antes disso, tinha visitado o Brasil em outras duas oportunidades: uma vez com os Jacksons 5, para uma turnê pela América Latina – fizeram shows em São Paulo, Rio, BH, Porto Alegre e Brasília – e em 1993, quando fez dois shows no estádio do Morumbi, em São Paulo.

michael_jackson_Michael Joseph Jackson morreu hoje, às 13h07, horário de Los Angeles, depois de sofrer uma parada cardiorrespiratória, aos 50 anos. Há algumas semanas, ele havia anunciado uma turnê de 50 shows – alguns já com ingressos esgotados – após dez anos longe dos palcos. Deixa três filhos (Michael Jr., Katherine e Prince), além de uma perda inestimável para o mundo da música, que não sofria um baque assim desde a morte de John Lennon, em 1980. Difícil, agora, será acostumar-se com a idéia de que Michael realmente está morto.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s