Coletivizando elos e ideais

Da inquietação e da necessidade cultural, de idéias partilhadas e de desejos comuns. A autenticação do intercâmbio entre tons e solos e a efervescência artística em Poços de Caldas [MG] deram forma à verdadeira coletivização de ideais: o Coletivo Corrente Cultural.

A mudança de diretrizes e de concepções e a falta de espaços para a expressividade independente foram a força motriz para que um grupo de dispostos com interesses e sonhos em comum se unissem para criar, divulgar e extravasar “a cena artística sul-mineira”.

Para além de incentivar a cultura na cidade e na região, o Coletivo Corrente Cultural grita em uníssono a importância e os aplausos à produção local. Em sua primeira fase de atuação, traz a música como tom principal de seu ato, seja no sentido de “fomentar a criação, de democratizar a informação ou de renovar a interação entre músicos e ouvintes” [cccultural]

Em um ano de acordes e distorções, o grupo já atingiu altos tons na partitura cultural: realização da Noite Independente nos Bairros, levando a música a diversas regiões da cidade; Noite Independente no New York Pub, que apresenta o repertório autoral das bandas e é realizada uma vez por mês; Corrente Mostra, com ocupação do espaço público através de apresentações musicais e oficinas gratuitas de capacitação para novos artistas; além dos festivais Manancial (Festival Estudantil de Bandas Independentes) e o #VaiSuldeMinas, acompanhados de workshops técnicos e discussões a respeito dos rumos da cultura no país.

 

Coletivo Corrente Cultural encerrando o Festival #VaiSuldeMinas - foto: Thaís Helena

 

O Festival #VaiSuldeMinas encerrou o ano de atividades do Coletivo Corrente Cultural nos dias 11 e 12 de dezembro, mostrando a que veio o movimento e apresentando um elevado nível musical de grupos independentes de Poços de Caldas [MG], Patos de Minas [MG], Pernambuco [CE], São Paulo [SP], Juiz de Fora [MG] e Taubaté [SP]. [a cobertura completa do Festival você acompanha no Estudio ao Vivo nas próximas semanas]


Grupo Elementos, um dos vencedores do Festival Manancial, na abertura do Festival #VaiSuldeMinas

 

Além disso, no dia 27 de dezembro, a última Noite Independente do ano, realizada no New York Pub, trouxe ao público que lotou o espaço, os compassos marcados em percussão e brasilidade da banda Jack Jow [Lucas Malaquias (bateria), Rafael Andrade (vocal e violão), Guilherme Dias (guitarra), Breno Scalla (baixo) e Jully (percussão) ] e o rock melódico e autêntico da banda Mekanos [Cristiano Figueiredo (bateria), Guilherme Fernandes (baixo), Gustavo Infante (vocal e guitarra) e Victor Negri (vocal e guitarra)]. Entre pedidos de “bis” e receptividade, a noite foi encerrada como um manifesto à música independente de qualidade.

 

A banda Jack Jow abriu a última Noite Independente do ano

 

Entre elos
O Corrente Cultural estabelece elos com outros coletivos – união de pessoas com afinidades, para produzir algo em comum. O intercâmbio de arte e idéias é realizado por meio de uma conexão com o Circuito Fora do Eixo, uma rede nacional de coletivos culturais articulados, “baseada no intercâmbio de tecnologias aplicadas à cadeia produtiva da cultura”.
O CFE se organiza por meio de Pontos Fora do Eixo em todo Brasil: coletivos responsáveis pelas ações locais e pela integração às ações regionais e nacionais.

A independência em corrente
Solando a introdução do especial 4 anos de Estúdio ao Vivo, a música independente tem sido para o blog um dos seus principais acordes: valorizar músicos, compositores, pintores ou qualquer tipo de artista que traga cultura em tons maiores. Por isso, começamos apresentando uma iniciativa que tem em seu princípio, os nossos. Daqueles que enxergaram na ação pela cultura a melhor forma de valorizar identidades de expressão.

 

Links
Coletivo Corrente Cultural
Site
Twitter – @cccultural

Banda Mekanos
Myspace
Twitter – @mekanos

Banda Jack Jow
Myspace

……………………….
Agradecimentos

Ao Coletivo Corrente Cultural pela abertura, pela atenção e pela iniciativa.
A Karina Delgado e Thaís Helena pelas fotos e apoio técnico.

6 comentários sobre “Coletivizando elos e ideais

  1. Está mais que provado que Coletivo Corrente Cultural veio pra ficar!!!!
    Tem feito a diferença em ambito local, regional e nacional. E tem mostrado que a união em todos os aspectos, contribui para o crescimento, o desenvolvimento e a difusão do segmento independente!
    Pra mim é uma alegria muito grande fazer parte dessa corrente!
    Um forte abraço a todos, fiquem an paz!
    E ao pessoal do Estúdio Ao Vivo; Parabéns pelo excelente Blog!!!

    Rodrigo Augusto.

  2. Fiquei impressionado mesmo como alguém conseguiu captar e transmitir em poucas palavras o que o coletivo representou para Poços em tão pouco tempo e em tão poucas palavras… parabéns Estúdio ao Vivo!!!!!!!!!
    Massa demais!!! Abraços

  3. Obrigada Rodrigo e Diego!
    A iniciativa nos proporciona falar sobre algo que muito nos agrada e que consideramos de extrema importância.
    Mais uma vez, o Estudio ao Vivo estará sempre à disposição do Coletivo e dos artistas independentes.
    A arte tem que ser livre e as mais variadas formas de representação de cultura acessivel a todos.
    Obrigada pelos comentários!
    Estamos juntos!

  4. valeu rodrigo e diego, é uma pena eu não ter acompanhado o trabalho de vocês pessoalmente, mas sempre que rolar transmissão estarei divulgando também.

    parabéns mais uma vez pela iniciativa e pelo ótimo trabalho desenvolvido.

    espero que tenhamos mais oportunidades de realizar coberturas das ações de vocês e mostrá-las por aqui.

  5. Galera do Estúdio Ao Vivo, que post sensacional sobre o Corrente Cultural!
    Confesso que me assustei ao ver minha careta ali no vídeo, mas fiquei dislumbrado pelas palavras precisas da Amanda.

    Parabéns pelo trabalho, e vamos fortalecer esse elo entre Estúdio Ao Vivo e Corrente Cultural, fazê-lo elo vitalício. Eu, fã do trabalho de vocês.

    Abraços!

    • Renan, é um orgulho para nós fazer parte desse elo. que a boa música e a exaltação da cultura sejam sempre elementos presentes nessa relação.
      Adorei as palavras da Amanda sobre o Corrente e fiquei muito feliz em conhecer o trabalho de vocês, ainda mais por poder contribuir de alguma forma. O Corrente é inspiração diária desde que tivemos contato pela primeira vez.

      Grande abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s