Dia de “Rockixe”: a vez dos “Fab Four”

Foi de resgate que a banda O Quinto (Viçosa-MG) anunciou que 15 de maio era dia de Rock no palco do Espaço Galpão. Assim soaram os acordes que libertaram a riqueza rítmica do rock rural com Sá, Rodrix e Guarabyra; a mineiridade de Milton Nascimento; os ensaios progressivos de Mutantes e Novos Baianos; o clássico de Jethro Tull; o blues de Cream; o underground de The Beatles.

Do estilo e pegada setentista da bateria de Renan Barcelos à harmonia serena do trio vocal de Vinícius de Paula (guitarra, vocais, gaita), Diogo Moreira (guitarra, vocais, viola de 10 cordas) e Guilherme Castro (baixo, vocais), a abertura do XV Musical Box Alive em Viçosa-MG transformou-se em uma apresentação experimental e melódica. O músico viçosense Paulo Bandeira, que acompanhou o show, destacou a fidelidade ao estilo anos 70, com a mesma energia, a mesma atmosfera.

E mais: a performance dos músicos no palco fez do show intenso e sutil, cumprindo a busca pelo “equilíbrio, onde o som represente de forma sincera e harmoniosa” cada um dos integrantes. Explica-se pelas influências (Led Zeppelin, The Beatles, Mutantes, Jimi Hendrix, Grand Funk) ou pela vivência e convivência de Renan, Vinícius, Diogo e Guilherme. “Hoje a gente passa muito mais tempo junto e isso afeta diretamente o som”. A definição da essência de O Quinto é tão simples e verdadeira quanto o que mostram no palco: “tentamos fazer um som que não traga o gosto de passado. Que seja pra frente, usando sim influências de estilos que já tiveram sua época, mas representando mais o presente!” [Guilherme Castro].

Let me sing, let it be
“É uma homenagem emocionante que a gente faz. Se tiver emoção, pra gente é muito importante”. Assim, Cristhian Magalhães (baixo e voz) anuciou, logo após a passagem de som, o que o público poderia esperar do show de Raulzitles (Belo Horizonte). A expectativa também cercava a banda e tinha como base a apresentação de 2009, durante a 10ª edição do Musical Box Alive. Nas palavras do baterista Bhydhu: “o show que fizemos o ano passado aqui, pra nós foi memorável. Público bom demais, receptivo, cantando as músicas, foi um show muito bom. E eu não tenho dúvida que esse agora também vai ser melhor ainda”. A tradução em palco dos dois fenômenos musicais Raul Seixas e The Beatles também é assinada por Khadhu (violão, voz, guitarra) e Guilherme Bicudo (guitarra, teclados, voz).

A sensibilidade dos multinstrumentistas, que revezam suas funções no palco e se complementam musicalmente, revela um grupo que começou numa brincadeira, há quase 3 anos, pelo prazer de tocar canções do grande nome do rock brasileiro e do Fab Four. Mostra também a experiência com covers do progressivo dos anos 70, do hard rock e do rock nacional, a influência da música clássica e as composições próprias – é o caso dos irmãos Khadhu e Bhydhu, que integram a banda Cartoon.

Com a qualidade vocal, arranjos detalhados trabalhados com intensa pesquisa e improvisos que ditam a energia do show, Raulzitles deixou a certeza de que durante a apresentação encontramos o essencial dos homenageados, mas também de cada um dos integrantes da banda: a pureza e a emoção do rock’n roll.

Agenda
Raulzitles
12 de Junho (Sábado)
Local: Jack Rock Bar
Abertura da casa: 21h
Horário do Show: 00:00h
Av. do Contorno, 5623 – Funcionários
Belo Horizonte – MG
Inf. e reservas: (31) 3227-4510

18 de Junho (Sexta)
Local: Lord Pub
Abertura da casa: 21h
Horário do Show: 00:00h
Rua Viçosa, 263
Bairro: São Pedro -Belo Horizonte/MG
Informações e reservas: (031) 3223-5979

Links
Raulzitles – Comunidade no orkut
O Quinto – Perfil no orkut

……………………….
Agradecimentos

Aos produtores do Musical Box Alive, Breno Carvalho e Carlos Marques, pela parceria e apoio.
Aos músicos das bandas O Quinto e Raulzitles, pelas entrevistas e pela atenção.

Anúncios

O Universo Alternativo de Raulzitles

Os produtores Carlos Marques à esquerda e Breno Carvalho à direita acompanham a passagem de som da banda Raulzitles: Cristhian, Bhyduh, Guilherme e Khadhu


Histórias de dois fenômenos musicais, que inauguraram um estilo de características singulares e transformaram pelas composições o modo de pensar e agir de uma legião de fãs, serão reeditadas no Musical Box Alive XV.

A pedido do público – tanto o que esteve presente na 10ª edição do evento quanto o que acompanhou a repercussão do show – os produtores Breno Carvalho e Carlos Marques trazem novamente à Viçosa a banda Raulzitles (Belo Horizonte), que se apresenta hoje no Espaço Galpão, com abertura de O Quinto.

O “show diferenciado, pela qualidade dos músicos e pela mescla do repertório de dois grandes ídolos, Raul Seixas e The Beatles”, será uma oportunidade de prestigiar o “clássico, bom e velho Rock’n Roll” [Breno Carvalho].

Raulzitles tem em sua formação artistas mineiros consagrados, premiados e reconhecidos em todo o Brasil pelos trabalhos em grupos como Cartoon (um dos principais representantes do rock progressivo nacional, que lançou a primeira Ópera Rock do país).

Khadhu é baixista e vocalista, e tem no repertório de instrumentos violão, harmônica e os indianos esraj e sitar; o baterista Bhydhu tem como maiores influências a música indiana, o rock progressivo e a música clássica; Guilherme Rancanti é guitarrista, tecladista e tocava covers de Aerosmith e Guns’n Roses na banda Aeroguns; e o baixista Cristhian Magalhães já experimentava os acordes ingleses no grupo Free as a Beatle.

As experiências são reveladas no palco em compassos que formam uma única harmonia e representam uma homenagem descontraída às ideias alternativas de Raul Seixas e ao universo revolucionário de The Beatles

Os ingressos já estão esgotados. Cerca de 630 pessoas devem comparecer ao Galpão logo mais.